Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

NAPNE

Apresentação

 

           Em 2000, a Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (Setec/MEC) e a então Secretaria de Educação Especial (Seesp/MEC)[1] desenvolveram o Programa TEC NEP (Educação, Tecnologia e Profissionalização para Pessoas com Necessidades Especiais) com o objetivo de consolidar a cultura da educação inclusiva no país. Destinado a pessoas com deficiências, altas habilidades e transtornos globais do espectro autista, esse Programa prevê a criação de Núcleos de Apoio às Pessoas com Necessidades Educacionais Específicas (Napne) em instituições da Rede Federal. Esses núcleos têm por finalidade criar uma cultura da educação para a convivência, aceitação da diversidade, e principalmente buscar a quebra das barreiras arquitetônicas, educacionais e de atitude, segundo diretrizes da coordenação do TEC NEP.

            No Câmpus Avaré, as ações do Napne são desenvolvidas visando atender as demandas da comunidade interna em parceria com instituições municipais voltadas às pessoas com deficiência. Essas ações são orientadas pelos seguintes objetivos:

- Implantar estratégias de inclusão, permanência e saída exitosa para o mundo do trabalho de Pessoas com Deficiências (PcD);

- Articular os diversos setores da Instituição nas atividades relativas à inclusão, definindo prioridades.

- Buscar parcerias com entidades de atendimento de PcD, na rede de atendimento do município;

- Promover quebra de barreiras arquitetônicas e de comunicação no campus;

- Promover a capacitação dos servidores do campus - quebra de barreiras atitudinais;

- Divulgar as informações da Ação TECNEP (Tecnologia, Educação, Cidadania e Profissionalização para Pessoas com Necessidades Especiais) da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (Setec) do MEC, bem como as ações e campanhas de iniciativa da Coordenadoria de Ações Inclusivas, da Pró-Reitoria de Ensino do IFSP.

 

[1] A Seesp foi transformada na Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão (Secadi) e extinta, em junho de 2016.

Fim do conteúdo da página